No banner in farm
 
INÍCIO| ARTIGOS| EVENTOS | CURSOS | NEGÓCIOS| COMUNIDADES | TÉCNICOS | PACIENTES | SHOPPING

Cadastre-se Editorial Mapa do Site Quem Somos

Submarino

 Cadastre-se
Seja um membro do RADIOLOGY.COM.BR e receba notícias, eventos e muito mais em seu e-mail.

Nome:

E-mail:

Residente em Radiologia?
Sim
Não


 Shopping
TC de Alta Resolução do Pulmão
Técnicas Radiológicas

Radiologia: Perguntas e Respostas: o Pequeno Livro Verde
Radiologia Odontológica

Ultra-Sonografia em Obstetrícia e Ginecologia
Compêndio de Radiologia

Ultra-Sonografia em Obstretrícia e Ginecologia
Segredos em Radiologia

Ressonância Magnética em Ortopedia e Medicina Esportiva
Fundamentos de Radiologia

Fundamentos de Radiologia de Squire
Fundamentos de Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CVarredura em Ultra-Sonografia: Princípios e Protocolos
Paul & Juhl: Interpretação Radiológica


 Fale Conosco

Informações Gerais

Comercial


FAQ - Frequently Asked Questions

Informações Gerais

1 - O que é Diagnóstico por Imagem?

2 - O que é RX, como funciona e quais suas principais aplicações?
3 - E a Ultra-Sonografia?
4 - Quais são as principais aplicações da Ultra-Sonografia?
5 - E a Tomografia Computadorizada?
6 - Então poderia se dizer que a Ressonância é melhor que a Tomografia, e assim por diante?
7 - Mas o uso de Radiação já não demonstrou ser perigoso para o ser humano?
1 - O que é Diagnóstico por Imagem?

Trate-se de uma nova especialidade da medicina, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira, que congrega os profissionais que atuam nas áreas de Radiologia Geral, Ultra-sonografia, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear, Desintometria dentre outras que se utilizam de determinados equipamentos para fins diagnósticos.

2 - O que é RX, como funciona e quais suas principais aplicações?

Raios X constituem um tipo de radiação eletromagnética que, quando emitidas na quantidade adequada, atravessam o corpo do paciente e impressionam uma chapa de acetato, tratada quimicamente. Esta chapa depois de revelada e fixada, constituirá o elemento de análise do radiologista, indicando as possibilidades diagnósticas de cada caso. Apesar dos vários métodos modernos e inovações tecnológicas introduzidas nos últimos anos, o exame radiológico ainda é um dos principais métodos de investigação por imagem, com aplicações em praticamente todos os sistemas do organismo humano.

Além das mais conhecidas, como o RX de tórax e de ossos, ainda são utilizados rotineiramente exames radiológicos do sistema urinário (urografia excretora, histerossalpingografia - para verificar os órgãos do aparelho genital feminino, (particularmente a permeabilidade das trompas), RX dos seis nasais, RX do cavum (orofaringe), arteriografias (exame contrastado das artérias), mamas (mamografia) dentre outros, de acordo com a indicação do profissional médico.

3 - E a Ultra-Sonografia?

A Ultra-Sonografia, provavelmente um dos métodos que mais têm se desenvolvido nos últimos anos em nosso país, funciona à base de emissão e recepção de ondas sonoras, numa determinada frequência, acima do limite de audibilidade humana, na faixa de 2,5 a 10 megahertz (medida da frequência sonora). De acordo com a indicação do exame, são utilizados transdutores (os aparelhos que são utilizados para scanear o corpo do paciente) de diferentes frequências.

4 - Quais são as principais aplicações da Ultra-Sonografia?

O uso da Ultra-sonografia têm se aplicado bastante nos últimos anos, com a evolução doa aparelhos, além das mais conhecidas que são o exame obstétrico - que avalia a condição do feto, ginecológico - para avaliação do aparelho genital feminino e abdomen - para investigar alterações nos órgãos internos, como o fígado, os rins, o pâncreas, a bexiga, próstata, vasos abdominais, etc. O Ultra-som tem muitas aplicações hoje no estudo das mamas, do sistema músculo-esquelético, das glândulas superficiais como a tireóide, submandibulares, etc...

5 - E a Tomografia Computadorizada?

Trata-se de um sistema mais sofisticado que aprimora o uso do raio-X, fazendo cortes (ou secções) no sentido coronal do corpo humano, detalhando as alterações em cada segmento examinado. Após obtidas as imagens ditas radiológicas, o software do aparelho trabalho e reconstitue as mesmas de forma a reproduzir em branco, preto e milhares de graduações de cinza a imagem dos órgãos que estão naquele segmento examinado. A ressonância magnética, mais recente, também forma imagens de aspecto semelhante, porém utilizando-se de outros princípios físicos agora não mais os raios-X, a variação dos campos magnéticos de cada elemento analisado.

Obtém-se com a ressonância magnética uma gama infinitamente superior de variações de imagens que devem ser detalhadamente analisadas pelo Radiologista antes de se estabelecer um parâmetro diagnóstico.

6 - Então poderia se dizer que a Ressonância é melhor que a Tomografia, e assim por diante?

De forma genérica, jamais se pode afirmar que um método seja melhor do que o outro. Apesar das principais pesquisas trabalharem neste sentido, sempre tentando confrontar um método com outro, o que se pode afirmar é que há indicações específicas para cada tipo de exame. O RX de tórax por exemplo, ainda é o exame para avaliação pulmonar mais utilizado, e com vantagens, não somente pelo seu custo ser reduzido, mas também pela qualidade diagnóstica que resulta quando este é bem realizado.

7 - Mas o uso de Radiação já não demonstrou ser perigoso para o ser humano?

Sem dúvida, um dos dilemas com o qual a especialidade convive no dia a dia é com o eventual efeito biológico causado pelo uso da radiação. Mas a questão hoje é tratada com extremos critérios.

Em primeiro lugar deve lembrar que os equipamentos mais modernos que utilizam-se de raios-X, operam a quantidades infinitamentes menores em relação aos mais antigos.

Além disso existem indicações muitos específicas para realização de tais exames, que só podem ser definidas pelo médico que vêm conduzindo o caso, sempre levando em conta a relação custo - benefício de cada exame, ou seja, se o eventual benefício diagnóstico de um determinado exame seja de fato maior do que o efeito biológico que este esteja causando.

?
Não conseguiu resolver suas dúvidas através deste FAQ?
Então, envie-nos um e-mail para info@radiology.com.br com suas dúvidas que procuraremos atendê-lo o mais rapidamente possível.
No banner in farm

Importante: As informações aqui contidas são genéricas e apesar de obtidas em fontes científicas confiáveis e seguras, jamais deverão ou poderão ser utlizadas para determinar ou conduzir um caso médico. Recomendamos fortemente que antes da realização de qualquer tipo de exame de diagnóstico por imagem o paciente consulte seu médico, sempre procurando obter todos os esclarecimentos sobre os eventuais benefícios ou eventuais efeitos biológicos.

RADIOLOGY.COM.BR - o site imagem
© 2007 - Radiology.com.br